Bolor nas paredes

Os bolores produzem alergias, irritações e algumas vezes, substâncias potencialmente tóxicas. O bolor nas paredes aumenta pouco a pouco de tamanho. Sua tendência é expandir-se. O bolor nas paredes é outra consequência da humidade do ar. 
O bolor em paredes é formado pela proliferação de colónias de fungos, que podem produzir micotoxinas que têm componentes tóxicos e podem causar sérios problemas de saúde.

Que é o bolor?

 

O bolor é parte do meio ambiente natural no exterior e ajuda a descompor certas matérias orgânicas mas se deve evitar no interior das casas pois os fungos que aparecem como bolor podem penetrar no corpo e causar problemas de saúde. O bolor destrói gradualmente as paredes sobre a qual repousa.

O bolor reproduz-se por meio de esporos, umas partículas invisíveis que flutuam no ar. Esses esporos podem viver e reproduzir-se quando caem sobre as superfícies molhadas. Por isso que a humidade no ambiente é muito importante para a salubridade do ar nos nossos lares.

Os bolores produzem alergias, agentes irritantes e algumas vezes, substâncias potencialmente tóxicas. O bolor preto, chamado Stachybotrys, e outros bolore comuns tais como Aspergillus, Alternariam, Cladosporium e Penicillium podem produzir micotoxinas que se propagam pelo ar.