As causas da humidade

Neste breve artigo indicamos algumas das causas mais comuns de humidade em nossas casas.

a) A POROSIDADE:

A água e a humidade podem se infiltrar num material, especialmente se ele é poroso. A água da chuva pode se infiltrar nas paredes por uma alvenaria pobre (gravidade),  e a água do lençol freático pode atravessar a parede para cima (capilar).

b) FISSURAS SUPERFICIAIS:

Elas são formadas durante a secagem do cimento, geralmente, se for muito rápido ou se o betão ainda não foi misturado nas proporções correctas. Em princípio, estas fendas são superficiais e a sua profundidade não é superior ao do gesso.Fissuras superficiais em paredes

c) MICROFISSURAS:

As microfissuras surgem quando diferentes materiais agir ou encolher. A sua largura não é superior a 0,2 mm, mas a avançar através da espessura total das camadas de gesso ou cimento.

d) AS RACHADURAS:

Rachaduras ocorrem quando não há juntas de dilatação. A sua largura pode ser de vários milímetros. Pode passar através de toda a espessura da camada de gesso e, por vezes, até mesmo as paredes de betão.

e) JUNTAS:

Ao contrário de fissuras, as juntas são voluntariamente espaços criados entre duas partes de um edifício (ou, mais geralmente entre dois materiais). A sua finalidade é a de neutralizar e, consequentemente, evitar a deformação de fissuras de parto.

f) CONDENSAÇÃO:

Quanto mais quente o ar, mais vapor de água do que pode suportar. No caso de arrefecimento, deve restaurar alguma desta humidade. Isto é o que acontece quando, ao entrar em contacto com uma superfície fria (por exemplo, uma parede), o ar quente e húmido de condensação produz gotas.

Marcados com: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*